As mulheres são desencorajadas a ingressar em carreiras de exatas. Desde novas, muitas ouvem que não são boas com matemática e ciência. É claro que isto não faz parte da realidade. Já foi comprovado que o sexo feminino possui grande capacidade de resolver problemas complexos. Ouça mais sobre esse assunto no episódio de hoje:

A desigualdade de gênero nessas áreas não traz consequências apenas para as mulheres. Não utilizar metade do talento disponível no mundo, causa grande impacto na economia. Segundo a pesquisa publicada no World Economic Forum, a perspectiva de mudança deste quadro levará 100 anos.

Atualmente, em cloud computing, apenas 12% são profissionais do sexo feminino, e na engenharia, 15%. Em contrapartida, o país que lidera o ranking de igualdade de gênero no mercado, é a Islândia.

ESPAÇO PARA TODOS

Existem alguns projetos para incentivar as mulheres a fazerem parte do segmento de tecnologia. Como o “Mulheres na Computação“, fundado para mudar a vida profissional de garotas com o compartilhamento de oportunidades deste mercado, notícias e informações sobre empreendedorismo.

Já o Reprograma, é uma iniciativa coordenada por mulheres que visa reduzir a desigualdade de gênero no setor através da educação com projetos e cursos.

Deixe uma resposta